Risso's dolphin | Moleiro - Grampus griseus


|ENG|


Scientific Name: Grampus griseus (G. Cuvier, 1812).


Common Name (UK, FR, PT, ES, DE): Risso's dolphin. Grampus. Grampo. Calderón gris. Rundkopfdelfin. (Carwardine 1995, Jefferson et al. 2015).

Short Species description: The enigmatic resident white dolphins. Belonging to the toothed cetaceans (Odontoceti) they have a robust body with large flippers. Born dark grey and turn white with the age as a result of the scars that they make to each other during interactions, and due to sensitive skin.

Adults up to 3.8 m long and 400 kg, newborns 1.1-1.5 m long. They feed on crustaceans and cephalopods preferring squid and octopus. Longevity is between 40 and 50 years. (Carwardine 2019, Jefferson et al. 2015).


Population status: Least concern by IUCN status. (Jefferson et al. 2015). There isn't an overall global estimate, although there is a recent regional estimate in Europe, of 11,069 animals. (Carwardine, 2019)


Occurrence in the Azores: Resident in the Azores. They have a preference for areas with 400 to 1200 meters of depth. It's a reproduction area, being already registered some births. It is possible to see associated with other species, like sperm whales (Pereira, 2008). Notes from Our Records: Small pods, between 4 and 20 animals. Resting, Socializing and transiting. Sometimes close to the boat


Habitat Use: widely-distributed species, inhabiting deeper waters of the continental slope and outer shelf from tropics to temperate waters. (Jefferson et al. 2015).


Pod Size: 10-100 individuals. In the Azores, the groups have normally 20 individuals (Pereira, 2008).


Typical Behavior: Can be aggressive towards other species. Dive time up to 30 minutes. Interactions with vessels are rare. (Jefferson et al. 2015).


Conservation: This species is hunted in several countries for food, fish bait or even fertilizer. In Japan, specifically in Taiji, every year, these animals are caught in drive hunts and then killed for their meat or captured alive to be sold to aquariums. Besides Japan, these animals are also captured and killed in the Caribbean, Taiwan, Philippines and Indonesia. They also face bycatch and plastic pollution. (Carwardine, 2019)



|PT|


Nome científico: Grampus griseus (G. Cuvier, 1812).


Nome comum (UK, FR, PT, ES, DE): Risso's dolphin. Grampus. Grampo. Calderón gris. Rundkopfdelfin. (Carwardine 1995, Jefferson et al. 2015). Existem várias denominações para esta espécie que normalmente é influenciado pela localização. O nome comumente utilizado é golfinhos de risso, contudo nos Açores é mais conhecido por moleiro ou grampo.

Breve descrição da espécie: Os enigmáticos golfinhos brancos residentes. Fazem parte da subordem dos odontocetos, têm um corpo robusto e não possui bico como os outros golfinhos. Quando nascem são cinzento escuros e à medida que envelhecem vão ficando brancos. Esta mudança de coloração resulta das cicatrizes que vão adquirindo ao longo da vida. A pele deles é bastante sensível por isso ganham cicatrizes muito facilmente e estas não voltam a ganhar cor.

Os adultos chegam aos 3.8 m de comprimento e podem pesar 400 kg, os recém nascidos têm 1.1-1.5 m de comprimento. Eles alimentam-se de crustáceos e cefalópodes, preferinido lula e polvo. Têm uma longevidade de 40 a 50 anos. (Carwardine 2019, Jefferson et al. 2015).


Estado da população: Pouco preocupante pela IUCN. (Jefferson et al. 2015). Não existe uma estimativa global, mas a mais recente estimativa na Europa indica 11,069 animais.(Carwardine, 2019)


Ocorrência nos Açores: É uma espécie residente nos Açores. Têm preferência por áreas entre 400 a 1200 metros de profundidade. É uma zona de reprodução, tendo sido já registados nascimentos nos Açores. É possível ver interações com outras espécies, como cachalotes (Pereira, 2008). Notas dos nossos avistamentos: Pequenos grupos, entre 4 a 20 animais. Principais comportamentos: descanso, socialização e navegação. Por vezes aproximam-se dos barcos.


Habitat: Amplamente distribuída em ambos os hemisférios, habitam águas mais profundas da plataforma continental. Podem ser avistados tanto nos trópicos como em águas temperadas (Jefferson et al. 2015).


Tamanho do grupo: 10-100 indivíduos. Nos Açores são formados grupos, normalmente, com 20 indivíduos (Pereira, 2008).


Comportamento característico: Podem ser agressivos com outras espécies. Os seus mergulhos podem durar 30 minutos. Interações com embarcações são raras (Jefferson et al. 2015).


Conservação: Esta espécie é caçada em diferentes países, para comida, isco ou fertilizante. No Japão, concretamente no Taiji, todos os anos, estes animais são caçados em drive hunts, que consiste em encurralar um grupo, com vários barcos, e direcioná-los para águas pouco profundas, de onde não conseguem escapar. Nestas caças os animais podem ser mortos ou vendidos para aquários. Para além do Japão, a caça também acontece nas Caraíbas, Taiwan, Filipinas e Indonésia. Também são vitímas da captura acidental e poluição por parte de plástico. (Carwardine, 2019)


In the image is possible to see two individual heavily scarred, with their rostrum totally white which indicates that they are older animals | Na imagem é possível ver dois animais com bastantes cicatrizes, com o seu rosto totalmente branco, indicando que são animais mais velhos


In the image we can see two individuals, the one with the dorsal fin outside the water is older and the one in the back, we can see its dark coloration which indicates its a juvenile/calf | Na imagem podemos ver dois indivíduos, o que tem a barbatana dorsal fora de água é mais velho e o que está por trás será um juvenil/cria, tem uma coloração mais escura com poucas cicatrizes






References | Referências

Carwardine, M. (1995). Baleias Golfinhos e Botos; O guia com imagens de todos os cetáceos do mundo. London: Bertrand Editora.


Carwardine, M. (2019). Risso's dolphin. Handbook of Whales, Dolphins and Porpoises of the world, pp.312-317. Princeton University Press, Bloomsbury Publishing Plc.


Pereira, J. N. (2008). Field Notes on Risso’s Dolphin (Grampus griseus) Distribution, Social Ecology, Behaviour, and Occurrence in the Azores. Aquatic Mammals, 34(4), 426-435. DOI 10.1578/AM.34.4.2008.426

Jefferson, T.A., Webber, M.A., Pitman, R.L. (2015). Marine Mammals of the World; A Comprehensive Guide of Their Identification. 2nd edition. London: El Sevier.


#naturalistpt #atlanticnaturalist #azoresnaturalist #azores #whalewatchingazores #birdwatching #dolphingwatching #dolphinazores #faialtour #faialwhalewatching #Pico #Picowhalewatching #azoren #acores #portugal #bluewhale #spermwhale #finwhale #baleenwhale #pilotwhale #beakedwhale #commondolphin #stripeddolphin #spotteddolphin #rissodolphin #bottlenose #portuguesemanowar #seaturtle #loggerheardseaturtle #biology #biologistguides #certifiednatureparkguides #besttour #jeeptour #islandtour #vantour #exclusivetours #privatetour #boattour #marine #wildlife #photography #conservation #scienceandtourism #conservationtour #whaleconservationazores #baleias #baleiasfaial #baleiaspico #baleiasacores #conservacao #turismoresponsavel #responsibletourism #responsiblewhalewatching #saveourplanet #ocean

Featured Posts
Posts Are Coming Soon
Stay tuned...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

(+351) 968 327 633 - (+351) 916 746 917

 

CONTACT@NATURALIST.PT

  • Facebook
  • TripAdvisor
  • Instagram
  • Twitter

Full Licences for Research,   Nature Parks & Whale Watching

RNAT18/2016 & RRAAT16/2016

HELP BOOKING? CONTACT HERE